TRAÇOS INDIVIDUAIS




RESISTÊNCIA A NOROVÍRUS

 

A gastroenterite aguda, uma das doenças mais comuns entre a população em geral, está normalmente relacionada aos norovírus, um grupo de vírus que pode afetar o estômago e os intestinos. É facilmente transmitido em espaços fechados ou por contato pessoal, o que explica por que os surtos de epidemias ocorrem com freqüência em navios de cruzeiro.

Destaca-se sua capacidade de resistir a práticas higiênicas ou ambientes extremos, convertendo-o em uma das principais causas de doenças gastrointestinais.

Em estudos voluntários e em pesquisas sobre surtos de vírus, um subgrupo de indivíduos expostos ao vírus não adoeceu, achado que sugere que existe um mecanismo de proteção natural. Embora essa proteção natural possa parecer de origem imunológica, alguns voluntários com altos níveis de anticorpos adoeceram, enquanto outros que não tinham anticorpos, não. Este aparente paradoxo é explicado pelos fatores de suscetibilidade geneticamente determinados do hospedeiro; os fatores que estão relacionados à união das partículas semelhantes a vírus que se fixam nas secreções intestinais e nos glóbulos vermelhos.

PREVENÇÃO

A natureza da imunidade a um norovírus é uma chave determinante considerando a perspectiva no futuro da prevenção pelo uso de vacinas. A prevenção de surtos de norovírus tem sido extremamente difícil porque os surtos que começam com uma única exposição a alimentos ou água contaminados podem se propagar rapidamente através do contato pessoa a pessoa.

Parar a epidemia geralmente requer grandes esforços para desinfetar o meio ambiente em navios de cruzeiro, quartos de hospitais ou zonas de desastre. O conhecimento da sequência específica da epidemia pode relacionar esses casos a uma fonte comum, como a exposição a ostras cruas ou alimentos contaminados e, ocasionalmente, identificar o vírus implicado na fonte alimentar.

As características de resistência a condições ambientais adversas, como temperaturas extremas e desinfetantes à base de cloro, dificultam a eliminação do norovírus de um ambiente específico, mesmo quando os responsáveis ​​pela limpeza do local de trabalho ou pela preparação dos alimentos mantêm elevados padrões higiênicos de limpeza. Para tanto, são necessários esforços para melhorar as práticas de higiene, tanto a nível comunitário como doméstico, para assegurar o conhecimento dos possíveis mecanismos de transmissão e prevenção deste tipo de doença.

 

 

GENE OU REGIÃO ESTUDADA

 

  • FUT2