TRAÇOS INDIVIDUAIS




COMPLICAÇÕES DA MALÁRIA

 

Embora a morbidade e a mortalidade globais tenham diminuído substancialmente, a malária causada pela infecção pelo Plasmodium falciparum transmitido pelos mosquitos Anopheles continua sendo um dos principais problemas de saúde na África Subsaariana. A morbidade e a mortalidade por malária são pronunciadas em crianças, mas na idade adulta a maioria das infecções por malária são assintomáticas.

O parasita invade os eritrócitos ou glóbulos vermelhos e os primeiros sintomas em áreas endêmicas são inespecíficos, como dor de cabeça, febre, náuseas, vômitos, fadiga, dores musculares e desconforto abdominal. Pacientes com infecções não complicadas podem apresentar anemia, baço e aumento do fígado.

A malária falciparum grave é uma síndrome clínica complexa que compreende uma série de condições que dependem da idade; é causada principalmente por extenso sequestro de eritrócitos parasitados e consequente disfunção de órgãos vitais. Anemia grave e hipoglicemia são as complicações mais comuns em crianças, enquanto edema pulmonar agudo, lesão renal aguda e icterícia são mais frequentes em adultos; coma (malária cerebral) e acidose ocorrem em todas as faixas etárias.

O desenvolvimento de vacinas e medicamentos e o controle de vetores são as principais ações de prevenção da malária.

 

 

GENE OU REGIÃO ESTUDADA

 

  • FCGR2A
  • TNF
  • G6PD
  • INSCRIÇÃO